Engravidar sem atrapalhar a carreira profissional?

Redigida por  //  2 de agosto de 2011  //  Notas e Notícias  //  Gostaria de comentar algo?

Dra. Ivani Manzzo, especialista em qualidade de vida dos executivos (as), aponta os conflitos e dá dicas para esse momento tão especial do casal

A mulher contemporânea, muitas vezes, coloca sua vida profissional em primeiro plano de vida. Com o passar dos anos, algumas sentem que estão preparadas, emocionalmente e financeiramente, para ser mãe.  E neste período – a maioria atualmente depois dos 30 anos de idade – que os conflitos internos e externos começam a surgir.

“Da mesma forma que a carreira foi planejada e seguida com critério, a maternidade também necessita de estratégias. Ter um filho hoje já não é algo somente instintivo e, conseqüente, de um relacionamento”, diz Dra. Ivani Manzzo.

Segundo a especialista em qualidade de vida da saúde dos executivos, o primeiro passo é pensar se essa vontade é própria ou apenas uma sensação de cobrança social.

“Existem mulheres que mesmo não tendo dificuldades fisiológicas em engravidar pelos métodos naturais vão buscar a gestação assistida em clínicas para que o filho nasça no mês tal no dia tal sob a regência do astro tal…. Há de se pensar se isso não irá gerar mais estresse”, ressalta Ivani.

Algumas dicas valiosas para a futura mamãe executiva:

• Se a mulher tem uma carreira profissional, analise a empresa em que trabalha, como ela encara a mulher que deseja ter um filho?
• Há respeito para esse direito da mulher? Talvez seja o momento de buscar uma empresa que respeite os diretos da família;
• Não permita que surpresas desagradáveis a peguem no momento de cuidar do bebe.
• Veja a possibilidade da licença maternidade de 06 meses, algumas empresas já aceitam.
• Analise seus horários: eles terão que ser divididos com o bebê, quanto mais novo ele está mais tempo e presença física da mãe exigirá – separe um tempo para isso.
• Pergunte-se: o que pode ser tirado da minha agenda? O que pode ser delegado? O que pode ser adiado? Reprograme-se!
• Quem ira te ajudar na gestação e pós-parto?
• Busque informações a respeito de aleitamento, estocagem de leite, e cuidados com bebes. Existem ótimos  cursos para o casal.
• O pai deve sempre estar ciente de tudo, das alegrias, dos problemas, das angustias, dividir tudo é importante para que ele possa entender.

“Infelizmente algumas mulheres querem que os maridos adivinhem que ela não esta bem. Definitivamente, não é o forte dos homens. Eles são mais práticos, preferem que seja dito o que se espera deles. Muitos relacionamentos são perfeitos sem um bebê. A presença de um pode mudar de forma drástica a relação. Converse com seu marido sobre tudo que for possível”.

• Procure manter um espaço e um tempo para você. Depois da mamada, durante o soninho cuide-se. Nunca se anule;
• Procure um programa de exercícios para gestante e pós parto, alem de cuidar da sua saúde ira cuidar da saúde  do bebe também. Os exercícios evitam a depressão na gestação e no pos- parto, diminuem o estresse e facilita a vida de forma incrível.
• Se for necessário, procure um profissional para ajudar, passar por esse período sozinha é sempre mais difícil. 

A gestação é natural, um momento mágico e divino; Mantenha a mente e o corpo saudável e com qualidade de vida, sempre!
Profª Drª Ivani Manzzo

• Formada em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (1984),
• Mestra em Farmacologia (ênfase em Fisiologia do Exercício) pela Universidade Federal de São Paulo (1998) e
• Doutora em Ciências (ênfase em Fisiologia do Exercício) pela Universidade Federal de São Paulo (2002).
• Vasta experiência na área de Fisiologia, com ênfase em Fisiologia do Exercício, atuando principalmente nos seguintes temas: metabolismo, exercício, obesidade, treinamento e gestação.
• Especialista em coaching em qualidade de vida.
• Diretora da Metas & Soluções Sport Life Coaching (
http://www.metasesolucoes.com.br/)

Metas & Soluções se preocupa em ajudar os clientes a mudarem alguns aspectos da vida, do dia a dia, e trazer melhoria na qualidade de vida de forma fácil e acessível. A qualidade de vida está relacionada a fatores comuns e que muitas vezes não são percebidos. O trabalho da empresa é encontrar junto com o cliente a melhor solução e conduzi-lo até que a meta seja alcançada.

Sobre o Autor

Andrea Feliconio é jornalista, pós-graduada em Comunicação Empresarial/Relações Públicas pela Cásper Líbero e professora universitária do UNIFIEO. Acumula 17 anos de experiência em assessoria de comunicação.

Visualizar publicações de

Gostaria de Comentar algo?

comm comm comm