Ivani Manzzo

Redigida por  //  13 de maio de 2011  //  Notas e Notícias  //  Gostaria de comentar algo?

O TRABALHO DO COACH EM ACADEMIAS

O coach (condutor) trabalha formando uma parceria com o coachee (conduzido). Ambos estão juntos para atingir um objetivo uma meta.

Por exemplo, para obter melhor qualidade de vida, o coach por meio de ferramentas e estratégias analisa a situação atual. Verifica-se a viabilidade e juntos, coach e coachee descobrem os pontos de dificuldade (sabotadores) e as qualidades e habilidades para que os primeiros sejam minimizados e as qualidades e habilidades ressaltadas e esclarecidas.

O interessante é que se trata de um processo relativamente rápido, mais ou menos dez sessões uma vez por semana. É claro que também depende de fatores externos, da meta e de quando há interesse de alcançar.

O coach extrai do coachee seus potenciais e é com eles que o trabalho será desenvolvido. O coach tem ferramentas que fazem com que a própria pessoa encontre uma saída ou solução e se foi ela mesma que determinou há uma certeza de poder de ser capaz.  O coach não aconselha e não interfere, não faz terapia, o passado não é levado em conta. Se houver uma pessoa que esteja em desequilíbrio será orientada a procurar um profissional da saúde.  Antes de tudo o coach acredita no seu cliente, muitas vezes mais que ele próprio. O coach estudou o ser humano e conhece profundamente os potenciais.

O trabalho do coach em academias é muito interessante. Primeiro porque a pessoa que está em uma academia já deu o primeiro passo com relação à busca de melhorias. Talvez o problema esteja na continuidade da freqüência ou com as prevenções de lesões.  Acredito que uma coisa esteja relacionada coma outra. No início há um empenho muito grande na esperança de que os resultados sejam imediatos.

Então vamos fazer uma pequena conta: a semana tem 168 horas, se uma pessoa faz exercícios três vezes por semana, uma hora por dia, restam 165 horas que também devem ser trabalhadas e muitas vezes não são. O coach pode e irá atuar na vida das pessoas para que estas 165 horas restantes também acrescentem modificações no estilo de vida e possam somar benefícios acelerando os resultados.

O coach pode ajudar as pessoas a desenvolverem hábitos de vida mais saudáveis sem radicalismos e com resultados surpreendentes e rápidos, como é o desejo da maioria das pessoas. Mantendo seus valores e princípios. Se as mudanças forem profundas, mas não radicais haverá sem dúvida uma real alteração na vida e na saúde, e esta será permanente.

Possui graduação em Bacharel e Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (1984), mestrado em Farmacologia (ênfase em Fisiologia do Exercício) pela Universidade Federal de São Paulo (1998) e doutorado em Ciências (ênfase em Fisiologia do Exercício) pela Universidade Federal de São Paulo (2002). Tem experiência na área de Fisiologia, com ênfase em Fisiologia do Exercício, atuando principalmente nos seguintes temas: metabolismo, exercício, obesidade, treinamento e gestação. Trabalha com assessoria e coaching em qualidade de vida.

Sobre o Autor

Andrea Feliconio é jornalista, pós-graduada em Comunicação Empresarial/Relações Públicas pela Cásper Líbero e professora universitária do UNIFIEO. Acumula 17 anos de experiência em assessoria de comunicação.

Visualizar publicações de

Gostaria de Comentar algo?

comm comm comm